Ferramentas: pneumáticas ou elétricas?

Pneumáticas ou elétricas? – Uma das etapas mais importantes para o sucesso de uma oficina mecânica é o planejamento e, como o trabalho deve ser todo pensado de forma antecipada, a escolha dos equipamentos é primordial para realizar serviços rápidos, eficientes e seguros. Uma questão em particular deve ser bem analisada: a escolha de ferramentas elétricas ou pneumáticas.

Pistola de pintura
Pistola de pintura

Que tipo de ferramenta é ideal para trabalhar na oficina? Elétrico ou  pneumático? Há quem afirme que o elétrico é melhor, pois o compressor não está ligado, ou por ter mais torque (força), ou ainda por uma questão de costume.

A CESVI, principal especialista no Brasil em temas relacionados à reparação automotiva, tem essa questão bem definida. Para o centro, investir em um bom compressor é a melhor solução, pois quanto mais ferramentas pneumáticas dentro da oficina, menor será o custo com manutenção e segurança. A análise considera as seguintes vantagens dos equipamentos pneumáticos:

> Menor índice de manutenção, evitando que a produção pare;

> Menor índice de acidentes, pois o sistema pneumático trava a atividade da ferramenta em caso de mau uso;

>Maior vida útil, gerando economia para a oficina;

>Menor índice de ruído, trazendo conforto para o produtivo;

>Melhor ergonomia de trabalho.

Para melhorar ainda mais a qualidade do serviço e a vida útil das ferramentas, utilize um conjunto de secador e lubrificante. Assim, você regula a pressão da linha, retira a umidade do ar e lubrifica o ar que vai para a ferramenta pneumática – com exceção dos locais onde haverá pintura, evitando o contato com óleos e outros contaminantes.

Um conselho para você, empresário atento com os colaboradores, o meio ambiente, a segurança profissional e a qualidade dos serviços prestados: dê preferência para os equipamentos pneumáticos. Além de todas as vantagens mencionadas, eles ainda proporcionam melhores resultados financeiros no fim do processo.