Estudo com lubrificante ganha prêmio ambiental

 Estudo com lubrificante realizado pela FPT, empresa do grupo CNHi, que aponta os desafios da introdução, na América Latina, de lubrificantes API CJ-4 para máquinas agrícolas levou o primeiro lugar no 11º Prêmio Ambiental da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA). A empresa que realizou o estudo, a FPT Industrial, realizou testes utilizando o lubrificante PETRONAS Akcela Unitek 10W-40 API CJ-4 fabricado pela PETRONAS na planta de Sete Lagoas, em Minas Gerais.

De acordo com Marcelo Capanema, Diretor de Tecnologia da PETRONAS, o lubrificante é recomendado para os motores que funcionam com combustível diesel de baixo teor de enxofre- desenvolvido na Europa com exclusividade para a FPT – com características de performance adequadas para motores com baixa emissão de gases poluentes. “Foram feitos experimentos de campo com equipamentos agrícolas CASE IH A8800 comprovando uma inovação tecnológica aplicada que beneficia tanto o setor agrícola quanto o meio ambiente. Os resultados geraram uma queda de 30% na frequência de troca de lubrificantes nestes motores”, destacou Capanema.

 Segundo ele, no final dos testes, os motores foram desmontados e uma avaliação comparativa dos principais componentes foi realizada juntamente com uma análise do óleo ao longo do plano de provas realizado. “Não foi detectado nenhum impacto negativo no ciclo de vida dos motores e, além disso, reduziu o número de trocas de óleo, gerando menor descarte de lubrificantes e uma maior produtividade dos equipamentos agrícolas que utilizam o lubrificante original PETRONAS Akcela Unitek 10W-40, mesmo nas condições severas de uso dos motores e com a utilização de um combustível com teores elevados de enxofre”, pontuou Capanema.

A cerimônia de premiação ocorreu em São Paulo e contou com a presença de representantes da Anfavea, Associação Nacional dos Fabricantes de Automóveis; Sindipeças, o setor da União Nacional para Componentes Automotivos; Cetesb, Agência Ambiental do Estado de São Paulo; Ibama, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis, juntamente com membros da academia e da mídia.

O Prêmio AEA Ambiental é um importante reconhecimento dentro da indústria automobilística que confirma o compromisso da FPT Industrial com a tecnologia e a sustentabilidade e que nos orgulha pela participação direta da PETRONAS nesta conquista de nosso cliente. A FPT Industrial já havia recebido uma Menção Honrosa em 2014 para um estudo sobre “Desempenho e emissões de um motor que opera com baixas saídas de hidrogênio”.