Falhas na bobina de ignição: veja como fazer os testes adequados

 Primeira parte testando a bobina pelas centelhas

A bobina de ignição é um componente vital do sistema de ignição de qualquer veículo, pois é responsável por fornecer eletricidade às velas de ignição. Quando um veículo não dá partida, falha sempre ou morre com frequência, pode ser preciso trocar a bobina de ignição. Por sorte, um teste relativamente rápido e simples pode determinar se a bobina de ignição está funcionando corretamente e, assim, saber se uma ida a uma loja de peças ou um mecânico é necessária. Nesta edição, veja a primeira opção.

Método 1
Efetuando um Teste de Centelha da Bobina de Ignição

Desligue o veículo e abra o capô

Assim como na maioria das manutenções veiculares, você deverá começar o teste com o veículo no Neutro (câmbio automático) ou aponto morto (câmbio mecânico) e com o motor desligado. Abra o capô para localizar a bobina de ignição. Embora a localização precisa possa variar de veículo a veículo, geralmente ela fica localizada perto do para-lama, do motor de arranque ou debaixo da tampa do distribuidor. Note que em veículos sem distribuidor, as velas estarão conectadas diretamente à bobina.

  • Uma forma certeira para encontrar a bobina de ignição é localizar o distribuidor e seguir o cabo que não se conecta a nenhuma vela.
  • Antes de começar, é uma boa ideia usar óculos de proteção ou outra proteção para os olhos e usar ferramentas com isolamento (principalmente alicate) para se proteger de choques elétricos.

Remova um cabo de vela do conector

Após remover um cabo de vela do conector, remova um dos cabos da vela retirando-o do conector em si. Geralmente, esses cabos passam da tampa do distribuidor até cada vela individualmente. Para evitar machucar-se, seja bem cuidadoso ao trabalhar com o sistema elétrico do seu carro – use luvas e ferramentas com isolamento o tempo todo.

  • Se o carro estava com o motor ligado, as peças do motor provavelmente estarão muito quentes. Se for o caso, deixe o veículo esfriar por 5-10 minutos antes de fazer o primeiro passo.

Remova a vela usando uma chave de vela.

Assim que tiver removido o cabo da vela, remova a vela em si. Isso é mais fácil com uma ferramenta especializada, a chave de vela.

  • Desse ponto em diante, cuidado para não deixar nada cair dentro do buraco vazio deixado onde estava a vela. Deixar partículas nesse buraco pode causar estragos ao motor à medida que o carro anda e é melhor tomar cuidado para ter certeza de que nada desse tipo ocorra, já que remover qualquer coisa de dentro desse buraco pode dar um trabalhão.

Prenda a vela ao cabo da vela novamente.

Agora, cuidadosamente, prenda novamente a vela ao seu cabo. Você deve estar com uma vela conectada ao distribuidor, mas não encaixada no seu “buraco”. Manuseie a vela com alicate isolado para evitar a possibilidade de um choque elétrico.Sensor Ignição 79547

Encoste a parte rosqueada da vela a qualquer metal exposto do motor.

Depois, mova a vela (com o acabo ainda conectado) para que a “cabeça” rosqueada da vela esteja tocando alguma parte de metal do motor. Pode ser qualquer parte de metal forte do bloco do motor – até mesmo o motor em si.

  • Novamente, segure a vela cuidadosamente com alicates isolados (e, se possível, luvas). Não se arrisque a um choque elétrico nos próximos poucos passos ao negligenciar essa simples medida de segurança.

Tenha alguém para acionar o motor

Tenha um ajudante para virar a chave na ignição do veículo. Isso fornecerá energia ao sistema elétrico do carro e, assim, para a vela que está segurando (presumindo que sua bobina de ignição está funcionando).

Procure faíscas azuis

Se sua bobina de ignição está funcionando corretamente, quando seu ajudante acionar o motor você deve ver uma faísca azul brilhante pular pelo espaço da vela. Essa faísca será claramente visível à luz do dia. Se você não vir uma faísca azul, sua bobina de ignição provavelmente está com mau-funcionamento e precisa de troca.

  • Faíscas laranjas são um mal sinal. Isso significa que a bobina de ignição está fornecendo eletricidade insuficiente à vela (isso pode ocorrer por inúmeras razões, incluindo os casos de bobina quebrada, corrente “fraca”, conexões defeituosas etc.).
  • A possibilidade final que você pode observar é que não haja nenhuma faísca. Esse é geralmente um sinal de que tanto a bobina de ignição está completamente “morta”, quanto uma ou mais conexões elétricas estão defeituosas ou de que você está fazendo algo errado no seu teste.

Faça a reinstalação

Cuidadosamente reinstale a vela e reconecte seu cabo. Quando tiver concluído o teste, certifique-se de que o veículo esteja desligado antes de repetir essencialmente os passos preparatórios acima na ordem reversa. Desconecte a vela do cabo, recoloque-a no buraco e reconecte o cabo.