Como resolver um problema e ter ideias criativas quando estiver sozinho

O que Napoleão, Thomas Edison ou Beethoven fariam para resolver um problema ou uma situação em suas vidas?

Napoleão provavelmente seria muito estratégico e agressivo. Atacaria o problema com inteligência e força. Thomas Edison experimentaria várias opções diferentes. Beethoven combinaria vários recursos/pessoas, como numa orquestra.

Hoje, quero lhe ensinar a pensar como os grandes gênios na hora de resolver um problema. Além de muito divertido, funciona!

Uma das técnicas mais comuns para resolver problemas e ter novas ideias é o brainstorming, em que um grupo de pessoas se junta para fazer um trabalho direcionado, em equipe, que estimule a troca de ideias, novas visões, novos formatos, sugestões e conceitos.

Funciona assim:
  1. Pegue papel e caneta.
  1. No topo da página, defina o problema ou a situação da maneira mais específica possível. Isso ajuda a direcionar o seu pensamento e dá foco.
  1. Questione a definição do problema ou da situação. Como disse Einstein: “Se eu tivesse uma hora para resolver um problema, eu ficaria 55 minutos pensando no problema e cinco minutos pensando na solução”. Vejo com frequência pessoas definindo de maneira incorreta ou pouco clara uma situação ou problema – isso atrapalha bastante na hora de procurar respostas produtivas e eficientes. O segredo é ficar o tempo inteiro se perguntando: “Este é realmente o problema ou é só uma consequência do verdadeiro problema? O que poderia estar causando isso?”.
  1. Liste possíveis causas do problema.
  1. Escolha a prioridade, Pode ser o problema inicial, que já estava certo (mas você agora tem certeza absoluta de que está corretamente definido), ou pode ser uma nova versão aprimorada.
  1. Pegue outra folha e escreva o real problema/situação a ser explorado.
  1. Enumere o papel de 1 a 20.
  1. Comece a pensar e escrever possíveis soluções para o seu problema. A técnica do mindstorming pede que você só pare de escrever quando chegar a pelo menos 20 soluções diferentes. Na prática, o que acontece é que você “trava” depois de quatro ou cinco, que são geralmente as mais fáceis e simples, mas nem por isso as melhores respostas. Por isso a exigência de 20 soluções – é para forçar ideias e conceitos diferentes, sem se acomodar na mesmice de sempre. É para pensar diferente!
  1. É normal você não conseguir terminar a lista de 20 coisas na primeira tentativa. O que eu gosto de fazer, nessas horas, é dar um tempo. Pode até ser um dia inteiro. Nesse período, seu subconsciente vai começar a trabalhar no automático, procurando resolver, Você vai estar no chuveiro e, de repente, vai ter uma ideia. Alguém vai falar alguma coisa, você vai ler algo e vai ter uma ideia. Coisas que naturalmente não pensaria, mas que podem ser ótimas opções. Assim que as ideias forem surgindo, vá anotando.
  1. Só pare quando completar a lista de 20.

Raúl Candeloro

(raul@vendamais.com.br)

É palestrante e editor das revistas VendaMais®, Motivação® e Liderança®, além de autor dos livros Venda Mais, Correndo Pro Abraço e Criatividade em Vendas. Formado em Administração de Empresas e mestre em empreendedorismo pelo Babson College, é responsável pelo portal www.vendamais.com.br.