Gasolina a R$ 7? Saiba como economizar na hora de abastecer o carro

Com o aumento do preço dos combustíveis, cujo peso é significativo no orçamento pessoal e familiar e nos índices inflacionários, Rosangela Gomes, química responsável da Copape, orienta os consumidores sobre como economizar na hora de abastecer e como reduzir o consumo. “A primeira questão importante é procurar sempre postos de sua confiança, pois gasolina ou etanol batizados são os que causam o maior prejuízo aos consumidores, têm menor rendimento e prejudicam os veículos”.

A segunda atitude é não acreditar nos mitos de que há diferença entre gasolina de refinaria e formulada. Todas as que atendem às normas e especificações da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) têm a mesma qualidade. “Muitas vezes, por acreditar em informações enganosas, o consumidor acaba pagando mais caro por um produto absolutamente similar”.

Também é importante verificar, a cada momento, qual tipo de combustível é mais vantajoso. Para saber isso, basta dividir o preço do litro do etanol pelo da gasolina. Se o resultado for inferior a 0,7, o primeiro é mais compensador. Se for maior do que 0,7, opte pela segunda. Explica-se: na média, o etanol apresenta 70% da performance de consumo da gasolina.

Cuidados com o veículo

“Há vários procedimentos relativos aos cuidados com a manutenção dos veículos e seu uso que também reduzem o consumo de combustível”, explica Rosangela. O primeiro deles é a manutenção do veículo e regulagem adequada do motor. Isso evita consumo maior e ajuda a aumentar a vida útil dos componentes. É importante checar regularmente e, se necessário, trocar os filtros de ar, de óleo, de combustível e fazer a substituição das velas.

Quando o objetivo é economizar combustível, dirigir de maneira agressiva não favorece e ainda coloca em risco a vida de outras pessoas. Prestar atenção na hora de trocar as marchas também é uma boa forma de poupar o combustível, optando pela mudança sempre na rotação correta para manter o giro do motor compatível com a velocidade.

Calibrar os pneus com frequência e manter o alinhamento e o balanceamento das rodas em dia são procedimentos que também ajudam a gastar menos combustível. O alinhamento correto faz com que os pneus desgastem-se menos e o balanceamento evita trepidações ao rodar. Além disso, previnem o aumento do atrito dos pneus no solo além do necessário e não deixam que o veículo perca desempenho.

A aceleração desnecessária é outro problema que contribui para o esvaziamento do tanque mais rapidamente. Apesar dessa ação ser usada normalmente para esquentar o motor antes de sair, nos veículos atuais ela é desnecessária, devido aos propulsores com injeção eletrônica, responsáveis por essa função. Além do gasto desnecessário de combustível, a manobra pode prejudicar as peças quando o carro possui injeção eletrônica.

O funcionamento do ar-condicionado está ligado diretamente ao consumo de combustível. Por isso, utilize as janelas abertas sempre que possível e use o ar apenas quando realmente for necessário. Quando o veículo está muito pesado, o consumo de combustível é maior, visto que o motor terá de fazer mais força para colocá-lo em movimento. A recomendação é transportar somente o que for relevante e necessário.

hora de abastecer o carro

Abastecer o veículo da maneira errada também gera um gasto maior. Repare se o funcionário do posto não está enchendo o tanque com pressa. Quanto menos pressão no tanque, menos vapor e, consequentemente, maior parte de combustível real no tanque. Outra recomendação é não deixar o carro sempre na reserva. Quanto mais combustível tiver no tanque, menos ar há lá dentro e, assim, haverá menos espaço para se transformar em vapor.

Atendimento à imprensa
Ricardo Viveiros & Associados — Oficina de Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *