Como escolher o elevador certo para sua oficina

Na hora de equipar sua oficina, muitas escolhas devem ser feitas de forma bem cuidadosa para evitar um gasto desnecessário ou a perda de trabalhos por falta das ferramentas adequadas. Uma das decisões que devem ser melhor analisadas é na escolha do modelo do elevador a comprar.

É muito importante saber escolher os elevadores de oficina mais apropriados para o tipo de cliente que se pretende atender. Eles também podem ser escolhidos em função do layout da oficina e dos seus pontos de instalação, que são importantes para melhorar o fluxo durante as operações.

Para tal, é necessário entender como funcionam os elevadores, o que pode ser por meio de sistemas hidráulicos e elétricos, por sistemas de pistões ou por fusos, acionados por motores elétricos, correntes e correias. Outros modelos pantográficos trabalham com sistema hidráulico, sistema pneumático e painel elétrico ao mesmo tempo.

O primeiro ponto a se pensar é: a carga máxima do elevador, que dependerá do tipo de veículo atendido. Essas cargas máximas podem variar entre 2,5 a 3 toneladas para veículos leves e de passeio, e de 3,2 a 4 toneladas para carros pesados e caminhonetes. Há ainda elevadores com capacidade superior a 5 toneladas para veículos mais pesados.

Outro ponto importante é saber se a estrutura predial da oficina comporta a instalação dos elevadores em seu piso. É necessário avaliar a altura do pé direito das áreas que receberão os elevadores, evitando assim que os veículos toquem o teto ou em outros equipamentos.

Encontramos modelos diferenciados quanto aos pontos de apoio no veículo e também ao seu sistema de fixação ou instalação no solo.

Diferentes modelos

Elevadores com base: são os mais utilizados para veículos de passeio, possuindo quatro braços giratórios eElevador com base reguláveis, que apoiam o monobloco do veículo nos seus pontos de apoio. Esses pontos são projetados originalmente para o uso do macaco, deixando as rodas livres, o que é fundamental para determinadas atividades, como serviços de suspensão.

Elevadores de prancha: usados em serviços rápidos, como troca de óleo e serviços de escapamento, nos quais o veículo sobe com as rodas em pranchas que servem de base para o levantamento do veículo. Não Elevador de pranchasão usados para serviços de manutenção de suspensão, já que mantêm as rodas apoiadas.

Elevadores pantográficos: não necessitam de colunas, e o apoio ao veículo se dá por dois pontos que são articulados por sistema pantográfico, que sai do nível do solo e se apoia na parte inferior do monobloco por sistema hidráulico.

ManutençãoElevador Pantográfico

Após a instalação, é importante que a oficina fique atenta à manutenção dos elevadores, respeitando sempre os seus limites de carga e os prazos de manutenção preventiva. Os profissionais que vão operar os elevadores devem estar devidamente orientados para esse trabalho.