Sistema de suspensão inteligente gera energia a partir de buracos

As vias esburacadas no Brasil são comuns e já fazem parte do orçamento dos motoristas por aqui. A suspensão é comprometida mais rapidamente devido aos pisos irregulares e mal cuidados. Agora, imagina se essas imperfeições pudessem ao menos gerar alguma coisa de produtivo?

A Audi mostrou, em agosto, um protótipo de sistema de suspensão que poderia usar as irregularidades da estrada para gerar energia. O sistema consegue converter o movimento da suspensão em energia elétrica, que pode ser aproveitada pelo sistema elétrico do carro ou ainda ser usada para mover carros elétricos.

Testes realizados pela empresa em estradas alemães mostraram uma recuperação média de 100 a 150 watts. Em estradas bem pavimentadas, essa recuperação foi de apenas 3 watts; em estradas mais acidentadas, por outro lado, ela chegou a 613 watts.

Sistema de suspensão inteligente gera energia a partir de buracos
Sistema de suspensão inteligente gera energia a partir de buracos


Funcionamento

Para converter a energia mecânica em energia elétrica, o sistema de suspensão possui um braço que transmite o movimento vertical das rodas por meio de engrenagens até um alternador. O alternador, por sua vez, consegue transformar o movimento das rodas em energia elétrica.

Esse sistema pode ajudar a economizar um pouco de combustível, segundo o Engadget. Como trata-se de um sistema ativo, ele consegue se adaptar à condição da estrada e ao estilo de direção do motorista para oferecer mais conforto aos passageiros.

Vantagens

Segundo a empresa, um modelo de veículo híbrido da Audi poderia utilizar esse sistema já em 2017. A Audi acredita que a utilização desse tipo de suspensão poderia render economias de até 0,7 litros de combustível por 100 quilômetros. Isso se reverteria também em um carro mais ambientalmente amigável. A empresa estima que o sistema consiga evitar a emissão de três gramas de CO2 por quilômetro rodado.

Embora pareça pouco, essa economia pode se reverter em mais de uma tonelada de gás carbônico a menos ao longo da vida útil do carro. Outra vantagem do sistema é que os amortecedores rotativos eletromecânicos ocupam menos espaço do que os tradicionais amortecedores telescópicos. Isso permite que o porta-malas dos veículos seja mais espaçoso.