Rio de Janeiro tem resultado melhor nas vendas de zero km

O volume de vendas de veículos novos no estado do Rio teve desempenho dúbio quando confrontado com o cenário nacional. O mercado fluminense recuou em janeiro, mas bem menos que a média brasileira se comparado a dezembro, e muito mais se a referência for o mesmo mês de janeiro.

Pelos dados da Federação Nacional dos Distribuidores de Veículos (Fenabrave), o mercado fluminense emplacou 9.909 unidades de automóveis e comerciais leves em janeiro. O desempenho foi 15,9% pior que as vendas de dezembro (11.789). Em todo o país, contudo, a queda entre os dois meses foi bem pior: de -27,8% (143.582 contra 199 mil).

Ao mesmo tempo, ao se comparar as vendas com janeiro de 2016, quando houve 11.939 emplacamentos, o recuo na comercialização de carros de passeio no estado do Rio foi bem maior que a média do país.

O estado vendeu 17% a menos, enquanto, no Brasil, a retração foi de apenas 4% – o país teve 149.677 carros de passeio e comerciais leves entregues em janeiro do ano passado.

O gerente de uma revenda de automóveis na Barra da Tijuca (zona oeste), que não quis se identificar, diz que nunca viu movimento tão fraco nessa época como agora.

Apesar do período de férias, ele explica que a localização da concessionária era favorecida pela ida de muitas pessoas à praia durante a estação.

O volume de vendas de veículos novos no estado do Rio teve desempenho dúbio quando confrontado com o cenário nacional. O mercado fluminense recuou em janeiro, mas bem menos que a média brasileira se comparado a dezembro, e muito mais se a referência for o mesmo mês de janeiro.