Sistema de monitoramento da pressão do pneu do Ford Edge

Veja todos os componentes, como funciona e os cuidados que deve ter com o sensor da pressão do sistema TPMS.
Sensor de Pressão do Sistema de Monitoramento da Pressão do Pneu (TPMS)

A SJB (GEM) monitora a pressão de ar nos 4 pneus, com os sensores de pressão do pneu. Os sensores transmitem sinais por rádio frequência à SJB (GEM) aproximadamente a cada 60 segundos quando a velocidade do veículo excede a 32 km/h. Os sensores de pressão são alimentados por bateria e fixados a suportes metálicos (chamados berços) fixados nas rodas, dentro dos pneus. Os sensores são montados a 180 graus da válvula de calibração. O sensor de pressão pode ser reparado separadamente do berço e da braçadeira.

Berço do Sensor de Pressão do Sistema de Monitoramento de Pressão do Pneu (TPMS)

Os berços dos sensores de pressão são fixados às rodas através de braçadeiras metálicas e possuem uma fita adesiva para auxiliar sua retenção à roda.

O berço do sensor está disponível para reposição com a braçadeira em um conjunto. Para reparos no berço do sensor, a braçadeira deverá ser removida e descartada.

Braçadeira do Sensor de Pressão do Sistema de Monitoramento da Pressão do Pneu (TPMS)

A braçadeira do sensor mantém o sensor e o berço fixados à roda. A braçadeira instalada na fábrica é unida junto com uma fivela de uso único, e a braçadeira instalada no distribuidor é uma braçadeira convencional (similar a braçadeira da mangueira do radiador). Ambas as braçadeiras devem ser descartadas após a remoção e não devem ser reutilizadas.

O berço e a braçadeira são disponibilizados como um conjunto de braçadeira. Existem vários conjuntos de braçadeiras disponíveis, com base no diâmetro da roda.

Grupo de Instrumentos (IC) e Central de Mensagens

A luz indicadora TPMS acende no grupo de instrumentos quando recebe uma mensagem da SJB (GEM) para fazer isto e mostra uma mensagem apropriada na central das mensagens (se equipado).

O IC e a central de mensagens são diagnosticados e reparados nas suas respectivas seções no Manual de Serviço.

Quais componentes fazem parte do sensor da pressão do Sistema de Monitoramento da Pressão do Pneu (TPMS) do Edge

A central elétrica inteligente (SJB) também é identificada como módulo eletrônico genérico (GEM).

O sistema de monitoramento da pressão do pneu (TPMS) inclui:

  • a SJB (GEM), a funcionalidade do sistema TPMS é integrada à SJB (GEM);
  • quatro sensores de pressão dos pneus;
  • quatro sensores de pressão dos pneus;
  • quatro cintas dos sensores de pressão dos pneus;
  • um indicador do grupo dos instrumentos (IC);
  • uma central de mensagens (se equipado).

Módulo do Sistema de Monitoramento da Pressão do Pneu (TPMS)

A SJB (GEM) contém a funcionalidade do TPMS.

A SJB (GEM) compara as informações da transmissão de cada sensor de pressão dos pneus, contra o limite de pressão. Se a SJB (GEM) identificar que a pressão de um pneu caiu abaixo do limite mínimo, a SJB (GEM) comunica isto ao grupo de instrumentos, através da rede de comunicações de dados do veículo.

DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO

Dicas e precauções de segurança

 O veículo pode ter tração em várias rodas. Não utilize o motor para acionar o conjunto de tração, a menos que todas as rodas estejam elevadas do solo. As rodas de tração em contato com o solo podem causar um movimento inesperado do veículo. A não observação a esta instrução pode resultar em sérios ferimentos;

 Sempre selecione o tamanho correto de pneu para o tamanho da roda, durante a montagem O assentamento incorreto pode resultar em danos às bordas do pneu ou à separação do pneu, da roda. A não observação a esta instrução pode resultar em sérios ferimentos ao técnico ou ao(s) ocupante(s) do veículo.

 Antes de reparar qualquer pneu, pergunte ao Cliente se foi injetado vedador de pneus no interior do pneu. Os vedadores podem ser inflamáveis e podem queimar ou explodir, se forem expostos a uma fonte de ignição. A não observação a esta instrução pode resultar em sérios ferimentos.

Obs: as rodas de reposição precisam ser equivalentes às rodas originais em

  • capacidade de carga;
  • diâmetro, largura e balanceamento;
  • furo piloto círculo de alojamento dos parafusos.

A capacidade de carga combinada das rodas de reposição, para um determinado eixo, precisa ser igual ou superior à faixa de peso bruto do eixo (GAWR) identificado na etiqueta de Certificação de Conformidade de Segurança do Veículo. Todas as demais especificações devem ser avaliadas de acordo com as medidas de ambas, a roda original e a roda de reposição. Caso as especificações não sejam equivalentes, a segurança e a dirigibilidade do veículo podem estar comprometidas, o que pode resultar em sérios ferimentos aos ocupantes do veículo.

ATENÇÃO: a montadora indica que nunca use rodas diferentes das fornecidas como equipamento original. Além disso, recomenda a não utilização de porcas de rodas diferentes das fornecidas como componente original. A não observação a esta instrução pode resultar em danos à roda ou ao sistema de fixação. Esta falha pode fazer a roda sair com o veículo em movimento, o que pode resultar em sérios ferimentos ou morte ao(s) ocupante(s) do veículo.

EPI’s e segurança do reparador

Sempre USE óculos de segurança ao realizar serviços no veículo. A não observação a esta instrução pode resultar em sérios ferimentos.

Mantenha os olhos afastados da válvula de calibração, ao esvaziar pneus.

Reduza a pressão do pneu tanto quanto possível, pressionando a haste do núcleo da válvula, antes de remover o núcleo da válvula. A saída do fluxo de ar pode carregar partículas, que podem ferir os olhos. A não observação a estas instruções pode resultar em sérios ferimentos.

Obs: não limpe as rodas de alumínio com esponja de aço, produtos de limpeza abrasivos ou detergentes fortes, ou podem ocorrer danos no acabamento da roda. UTILIZE o limpador de rodas e pneus ZC-27-A ou B, ou equivalente.

Os pneus e as rodas instalados na fábrica são projetados para operar satisfatoriamente com cargas até a capacidade máxima, quando calibrados com as pressões recomendadas. A pressão correta do pneu e as técnicas de dirigir têm uma importante influência na vida do pneu.

Curvas fechadas, aceleração excessivamente rápida e freadas bruscas desnecessárias aumentam o desgaste do pneu. Para equalizar o desgaste do pneu, deve-se fazer o rodízio dos pneus de acordo com os intervalos recomendados.

Fonte: Motorcraft