Água de reúso em processos industriais reforçam o compromisso da Goodyear com a sustentabilidade

Compromisso da Goodyear – Procedimentos da empresa em Americana (SP) desempenham atuação sustentável tanto na planta quanto no Campo de Provas

O respeito ao meio ambiente e a adoção de formas sustentáveis em seus processos são importantes pilares da atuação da Goodyear. A empresa, uma das maiores fabricantes de pneus do mundo e que está presente no Brasil há mais de 100 anos, celebra o Dia Mundial da Água (22 de março) e, nesse contexto, conta sobre o processo de reúso de água na sua unidade industrial de Americana (SP). Nessa planta, em média 53% de toda a água utilizada no processo industrial é de reúso.

“O nosso compromisso e respeito à preservação dos recursos hídricos já vem de muito tempo. O nosso sistema de Reúso dos Recursos Hídricos, por exemplo, foi implantado em 2010, após identificarmos possibilidades de reúso da água utilizada no processo de resfriamento de borrachas. O sistema já era positivo, mas optamos por modernizá-lo após cinco anos com o objetivo de torná-lo ainda mais eficiente, melhorando a estação biológica existente e implementando uma estação físico-química, possibilitando assim a reutilização também dos efluentes oriundos desses processos, detalha o Gerente de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da Goodyear no Brasil, Jesualdo Bizoffi.

As etapas de um ciclo completo

A água utilizada na Goodyear é captada no Rio Piracicaba, um importante rio da região, passa por uma estação de tratamento de água (ETA) e então é distribuída para os processos produtivos, tendo como principais usos a geração de vapor, resfriamento de borrachas, máquinas e motores. Após o uso, todo o efluente gerado através desse processo é direcionado para as estações de tratamento de Efluentes e Reúso, onde é tratado e distribuído novamente para o processo, diminuindo assim a captação de água do Rio Piracicaba. Toda a água, após utilizada e tratada, quando não reutilizada, é devolvida ao rio, de acordo com o estabelecido pela legislação e com qualidade superior à captada anteriormente.

Diariamente, são produzidas toneladas de vapor para o processo produtivo e, do total, 60% retorna em forma de condensado para a área de utilidades, onde passa novamente para o processo de geração de vapor e que são utilizadas principalmente no processo de vulcanização de pneus.

Campo de Provas realiza testes em pistas molhadas com água de reúso

No Campo de Provas da companhia, a água também tem um processo sustentável. Na principal área de pista molhada, chamada Área de Dinâmica Veicular (VDA, na sigla em inglês), há um reservatório de água e bombas que possibilitam molhar a pista com lâmina de água controlada. Esta água retorna ao reservatório, mantendo um sistema cíclico, podendo ser reutilizada em outros testes.

Na prática, ao acionar a bomba, um técnico responsável faz uma relação pressão X espessura da lâmina d’água para verificar quanto de água precisa ser enviada para a pista, que tem 1% de inclinação, para os diferentes tipos de testes. Durante os testes, por conta da inclinação da pista, a água escoa por gravidade para uma grelha e volta para o tanque, passando por um sistema de filtragem e controle de pH.

“A água do reservatório que apoia o VDA é reaproveitada diversas vezes e sua qualidade é controlada pelo monitoramento de pH e limpeza periódica do tanque. Isso é essencial para a qualidade dos nossos testes. Se por um lado temos perdas que ocorrem devido à evaporação, por outro nós também captamos a água da chuva e a utilizamos neste processo”, explica o Gerente Sênior do Campo de Provas, Alexandre Groti.

 compromisso da Goodyear

Goodyear do Brasil

A Goodyear é fabricante global de pneus para automóveis, vans, picapes, SUVs, caminhões e ônibus, além de pneus para aviação. Presente em mais de 150 países e com 57 fábricas ao redor do mundo, a companhia está no Brasil há mais de 100 anos, onde possui duas unidades industriais, sendo uma em Americana (SP), dedicada à fabricação de pneus, e outra em Santa Bárbara do Oeste (SP), destinada à produção de materiais de recapagem para pneus de caminhões e ônibus e de recauchutagem para pneus de aviação. A operação brasileira ainda conta com uma rede de revendedores oficiais e cerca de 1.000 pontos de venda em todo o território nacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.