Cubos de Roda: conheça as características da peça

Entenda a importância dos cubos de roda, fundamentais para garantir a segurança e a estabilidade veicular

Os cubos de roda são fundamentais para o bom funcionamento do veículo, garantindo tranquilidade na direção. Isso porque ele pode ser considerado um dos itens mais importantes no quesito segurança e, dessa forma, é adequado investir em peças de qualidade para que não haja problemas inesperados.

Continue a leitura para entender detalhes sobre os cubos de roda, os problemas frequentes envolvendo a peça e como solucioná-los (e evitá-los).

Função e importância

Responsável por manter a roda fixada ao veículo, o cubo de roda é posicionado entre o eixo e os tambores – ou discos de freio, transmitindo o torque das juntas homocinéticas para as rodas.

Elas podem ser classificadas em primeira, segunda e terceira geração, podendo ou não apresentar rolamentos e sensor ABS. Assim, os cubos de primeira geração são mais comumente encontrados nas rodas dianteiras e sem rolamento acoplado, enquanto os de segunda e terceira gerações são aplicados nas dianteiras e traseiras e podem ter rolamentos acoplados.

O conjunto do cubo da roda, nos veículos atuais, são essenciais para o sistema antibloqueio dos freios (ABS) e para o sistema de controle de tração (TCS). Além dos rolamentos, os conjuntos do cubo contêm o sensor de velocidade da roda que controla o sistema de freios ABS do veículo. O sistema de controle de tração também usa os sensores do ABS para operar. Se esse sensor falhar, ele pode comprometer o sistema antibloqueio de frenagem e o sistema de controle de tração.

Problemas comuns nos cubos de roda

Embora seja um componente resistente e que apresenta longa vida útil, alguns fatores podem danificar o cubo de roda, como pancadas fortes geradas por buracos presentes nas vias, transporte de carga excessiva ou infiltração de água, que pode ocorrer ao trafegar em regiões alagadas.

Outro problema comum pode ser a má instalação. Durante o serviço, é essencial que o mecânico utilize ferramentas corretas e em bom estado.

Caso perceba que há algo errado com o componente, é preciso procurar imediatamente um mecânico de confiança. Se o problema persistir, há risco de travamento do rolamento e até mesmo a possibilidade que a roda se solte, colocando em risco a segurança dos ocupantes do veículo.

Sinais de falhas

Como os cubos de roda são fundamentais, é importante conhecer possíveis transtornos que podem acontecer com a peça.  Quando os cubos de roda apresentam algum problema, o veículo não demora a dar indícios de que algo está fora da normalidade.

Os sinais mais perceptíveis são: ronco grave vindo das rodas em movimento; zumbido e chiado acima de 50 km/h e vibração do volante que tende a crescer à medida em que há um aumento na velocidade do veículo. Outro sintoma é, durante a condução, o acendimento da luz do ABS, o que indica que o sensor não está lendo corretamente, ou que o sinal foi perdido.

É perigoso dirigir com um cubo de roda avariado. À medida que os rolamentos dentro do conjunto se desgastam, as rodas giram com mais dificuldade, causando trepidação. Além disso, se o conjunto do cubo se degradar, em casos extremos pode ocorrer a quebra, fazendo com que a roda se solte. Se houver suspeita de que o conjunto do cubo da roda está com defeito, leve o veículo ao mecânico de sua confiança para manutenção.

Roda danificada
Divulgação Site Cofap blog.mmcofap.com.br

Práticas para preservar os cubos de roda

Se bem cuidados, os cubos de roda podem ter uma longa vida útil. Confira agora algumas atitudes que auxiliam a preservação do veículo e, consequentemente, dessa peça.

Limpeza

A limpeza periódica é fundamental para garantir a integridade do veículo e seus componentes. No caso específico dos cubos de roda, o acúmulo de sujeira oxida a peça. Os intervalos entre as limpezas devem variar de acordo com a quantidade de sujeira. Se você trafega em terrenos com lama, água e barro, por exemplo, é preciso fazê-lo com maior frequência.

Batida no carro? Leve ao mecânico!

Impactos das mais diversas naturezas prejudicam os cubos de roda, provocando esforços entre os componentes esféricos e a pista de rolagem do rolamento. Se as batidas forem fortes e intensas, mais ainda, ocasionam até mesmo a ovalização do alojamento do rolamento no cubo de roda.

Atenção ao torque

O torque em excesso causa superaquecimento no rolamento da roda. Por conta disso, é importante prestar atenção ao torque aplicado na fixação do cubo, que se ultrapassado, pode ocasionar a quebra dos rolamentos do cubo de roda.

Evitar sobrepeso no veículo

Colocar muito peso no carro é prejudicial para o carro como um todo, mas principalmente para os cubos de roda, porque a pressão sobre os rolamentos aumenta. Procure calibrar corretamente e regularmente os pneus, usando sempre as medidas originais e adequados ao seu veículo.

Manutenção preventiva

Seja em relação aos cubos de roda, seja a respeito de qualquer peça veicular, a manutenção preventiva é um quesito primordial para preservar a qualidade e a segurança do veículo, de quem o dirige, além dos passageiros.

Esse processo consiste em uma revisão periódica dos principais itens do veículo, visando a antecipar problemas que acarretam na perda de performance e eventuais acidentes. Geralmente, a revisão deve ser feita a cada 10.000 km rodados. Se houver dúvidas, consulte o manual do proprietário e/ou um mecânico de sua confiança.

Cuidados na manutenção

Como reforçamos anteriormente, a atenção ao torque é extremamente necessária, de modo que a nova peça deve ser torqueada conforme descrita no manual de reparação do carro.

Por serem itens importantes para a segurança, a recomendação é que, a cada revisão na suspensão, sejam analisadas possíveis folgas e ruídos (no caso dos cubos, geralmente provenientes dos rolamentos), que servem de alerta e indicam que o conjunto deve ser vistoriado e, se necessário, substituído. No caso das peças blindadas, é indicado trocar o conjunto completo: cubo e rolamento.

Para atender aos parâmetros mais rigorosos de qualidade, desempenho e segurança, a Cofap desenvolve e fabrica Cubos de Roda em aço forjado com tratamento térmico, o que garante um comportamento mais uniforme da peça, com maior durabilidade e resistência superior a impactos e quebra. Além disso, seguem todas as especificações dos produtos originais de montadora, entregando ao mercado de reposição produtos com a mesma performance, qualidade e confiabilidade das peças originais.

Linha Cofap para cubos de roda

Atualmente, o catálogo da linha ultrapassa as 700 aplicações, número que corresponde a uma cobertura de 90% da frota circulante no Brasil. Para conhecer todos os códigos, consulte nosso catálogo eletrônico, disponível nas versões Desktop, iOS e Android.

MM Cofap

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.