Avanço tecnológico aumenta importância de componentes

Magneti Marelli destaca a relevância que peças ligadas à tecnologia embarcada vêm ganhando por Avanço tecnológico

Avanço tecnológico – Sensores, atuadores e sistemas de cabos e conexões são cada vez mais importantes e essenciais para o bom funcionamento dos veículos modernos.

A definição perfeita desses elementos é um fator indiscutível de vantagem competitiva para os atuais fabricantes de automóveis, permitindo-lhes alcançar os níveis desejados de dirigibilidade e conforto de marcha do veículo, alta eficiência no consumo de combustível, a redução de poluentes e com uma maior precisão e confiabilidade o controle das motorizações modernas.

Sensores e atuadores são partes ativas necessárias para a correta definição da mistura, do controle do ar, à verificação da localização de todas as grandezas físicas úteis para dar a resposta necessária (“feedback”) para a ECU de controle do motor e transmissão, habilitando às mesmas a operar as ações de controle, enquanto os cabos e conexões permitem que as unidades de controle, sensores e atuadores, funcionem corretamente em conjunto, compartilhando informações, sem que qualquer fenômeno externo penalize a funcionalidade do conjunto.

Nos modernos sistemas de moto-propulsão, dentro dos corpos de borboleta e atuadores para dispositivos swirl e/ou tumble, os sensores de determinam o ângulo de abertura da borboleta, enquanto que os atuadores a fazem abrir ou fechar de acordo com as necessidades, com a devida velocidade e precisão. Nas galerias de combustível e nos coletores de ar, os sensores medem a pressão e a temperatura dos fluidos. No escapamento do motor, os sensores medem a percentagem de ar / combustível, sobre o motor os sensores medem a rotação do motor, as vibrações, os ruídos, as temperaturas dos fluidos de resfriamento de lubrificação, dentre outros.
Também nesta área a Magneti Marelli Powertrain está à frente, é a líder na Europa no uso extensivo de dispositivos de medição angular e linear sem contato (“contactless”) no âmbito automotivo trabalhando continuamente na identificação e desenvolvimento de soluções inovadoras de modo a maximizar a funcionalidade e a qualidade da medição com custo reduzido.

Em particular, um desenvolvimento dos mais inovadores, potencialmente aplicável a todos os sistemas de gerenciamento de motores, é a do “Fast Synchronization Sensor” (FSS), destinado a substituir com um único dispositivo eletrônico o atual conjunto de sensor indutivo/ roda fônica do motor.

Avanço tecnológico – FSS – Fast Synchronization Sensor

As atuais soluções existentes para a detecção / leitura do número de rotações do motor, preveem há muito tempo, a utilização de um sensor de efeito Hall alinhado a uma roda fônica.
Apesar das evoluções tecnológicas do referido sensor e da implementação de funções adicionais (por exemplo, detecção de direção de rotação) o limite das soluções atuais, em termos de precisão de leitura rotações do motor, dependem da precisão construtiva e montagem do componente mecânico roda fônica.
A solução Magneti Marelli pretende superar essa limitação, substituindo a roda fônica tradicional, por um bipolo magnético, montado na extremidade do eixo virabrequim através de um porta magneto amagnético, alinhado ao qual é montado um sensor codificador magnético.

As vantagens desta solução são assim resumidas:

• Redução de peso e espaço, pela eliminação da roda fônica;

•Maior precisão da leitura da rotação do motor, que não é mais limitado pela geometria e precisão mecânica da roda fônica;

•Resolução do sensor de rotação do motor programável, em função das necessidades específicas da aplicação;

• Leitura da posição do virabrequim com o veículo em key-on e em baixas velocidades.

Obs: As atividades teórico / experimentais até agora realizadas pela Magneti Marelli com a montagem de um veículo experimental para acúmulo de milhas confirmaram os benefícios mencionados acima.