Descubra como funciona exatamente a sonda lambda na injeção

Quando o carro apresenta consumo excessivo de combustível ou tremedeira na marcha lenta, provável que seja irregularidade na sonda lambda (sensor de oxigênio). A peça indica o nível correto da mistura de ar com o combustível.

imagem-1De acordo com Diego Riquero, chefe responsável pelo Centro Técnico Automotivo da Bosch, ao medir a quantidade de oxigênio presente nos gases do escapamento, a sonda lambda passa a ser a única capaz de informar o resultado da combustão. “Em perfeitas condições, esse componente emite sinais eletrônicos para que a unidade de comando determine o volume exato de injeção de combustível, podendo gerar uma economia de até 15%, além de proporcionar mais potência ao motor”, afirma.

Além disso, quando em mau funcionamento, afeta outros componentes como o cabeçote, válvulas e velas de ignição, além do sistema de escapamento, incluindo o catalisador. Portanto, o reparador deve estar atento, não esquecendo de que o componente é muito tecnológico e configurado de acordo com cada motor. Sendo assim, a reposição por peças com características idênticas às originais é fundamental para o desempenho do veículo e controle ambiental.

Posição no sistema de injeção

Nos motores mais modernos, as sondas lambda localizam-se no sistema de escapamento, antes e depois do catalisador. Um lado do eletrodo está em contato com os gases de escape, e o outro em contato com o ar externo, que serve como referência para a medição do oxigênio residual.

Funcionamento

Por meio do sinal emitido pela sonda, a unidade de comando reconhece a composição da mistura ar/combustível. Na injeção, ela controla a quantidade injetada para garantir uma composição otimizada da mistura (= 1). Para isso, é necessário considerar a carga do motor.

Em misturas muito ricas (< 1), deve-se reduzir a quantidade de combustível e, no caso de misturas muito pobres (> 1), deve-se aumentar a quantidade de combustível. Uma eventual segunda sonda lambda (sonda de diagnose depois do catalisador) verifica se a sonda de controle (sonda antes do catalisador) está funcionando perfeitamente. A unidade de comando pode calcular a quantidade de compensação necessária para corrigir qualquer desvio.

Tipos de sonda

Sonda tipo “saltos” (4 fios): gera uma tensão entre aprox. 25 e 900 mV, que corresponde à quantidade de oxigênio nos gases de escape.

Sonda de banda larga (5 fios): para injeção direta e veículos diesel. Gera uma corrente elétrica entre -2mA e +3mA, de acordo com a quantidade de oxigênio nos gases de escape.

imagem-2

Sonda Lambda Convencional (Finger)
Contém como peça central um sensor cerâmico no formato da ponta de um dedo. Este sensor é aquecido por um aquecedor separado, já que o controle só é possível a partir de uma temperatura de 350°C.

imagem-3

Sonda Lambda Planar
É o aperfeiçoamento da sonda convencional. No elemento sensor (em forma de uma placa alongada), está integrado, além do elemento de medição, um aquecedor. Dessa forma, obtém-se a informação sobre o estado de funcionamento mais rapidamente.

Funcionamento

Conectores – Nunca aplique sprays de contato ou lubrificantes, já que o ar externo é necessário para o funcionamento da sonda lambda. Cubra sempre a sonda e o conector antes de lavar o motor.

Cabo de conexão – Não deve existir nenhum dano provocado por corrente elétrica, vibração, atrito ou torção dos cabos. Evite pontos de contato entre o cabo e o tubo de escape.

Corpo da sonda – O sensor não pode ser afetado por impacto ou limpeza de alta pressão, portanto não limpe dessa forma. Manipule a sonda lambda com cuidado e não se deve batê-la.

Ponta da sonda – Não utilize combustíveis que contenham chumbo e não aplique o lubrificante da rosca no tubo protetor. Aplique lubrificante (graxa especial) na rosca quando for efetuar a instalação.

Com esses primeiros passos, você poderá começar a mexer na Sonda Lambda de carros. Na próxima edição ilustraremos todos os tipos de sondas existentes e mostraremos o passo a passo para a sua instalação.

DICA
Concientize seus clientes sobre a necessidade do teste e substituição e recomende que a reposição seja feita por peças com características das originais.

Fonte: Bosch

One thought on “Descubra como funciona exatamente a sonda lambda na injeção

Fechado para comentários.